quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Bodas de Papel

Domingo (dia 25) foi a comemoração do aniversário de 1 ano de união (bodas de papel) de um casal de amigos queridos, do qual eu e o marido tivemos a honra de sermos padrinhos de casamento.
A festinha foi no próprio apê do casal e somente para convidados com a credencial "padrinhos".
A mesa estava repleta de salgados, petiscos e doces, sem contar que ainda nos foi servido "bobó de camarão", prato bastante comum aqui, em festas.
Mas a estrela da noite foi mesmo o bolo de casamento.
Guardado no congelador, envolvido em camadas de papel alumínio por exato 1 ano (data do casamento), foi descongelado a fim de ser degustado pelo casal e convidados na comemoração das bodas, como manda a tradição local.
O detalhe é que ninguém, exceto a mãe da noiva, quis se habilitar a dar, sequer, uma garfada no bolo de casamento.
Todos estavam com receio de estarem comendo algo do tipo...múmia gastronômica, creio eu...e com medo de que, alguma maldição intestinal viesse a lhe importunar madrugada adentro...E todos brincavam dizendo que a primeira fatia seria para aqueles que os noivos menos gostam, rsrs.


*Perguntinha pertinente que não quer calar: Alguém sabe dizer se esta tradição (de comer o bolo congelado) acontece em outras regiões do país ou em outros países?!